Regulamento

 

REGULAMENTO ANIMATIBA 2020 – SEGUNDA MOSTRA INTERNACIONAL DE ANIMAÇÃO DE CURITIBA

A Segunda Mostra ANIMATIBA, ano 2020, é composta de filmes de diversos países, de múltiplas técnicas, bem como de uma seleção especial de filmes brasileiros. Todos os filmes são escolhidos por comissão curadora composta ou convidada para esse fim.

Em breve lançaremos o chamamento de inscrições de filmes, os quais serão avaliados por Comissão Curadora. Os realizadores selecionados deverão enviar seus filmes através de sistema de upload/download bem como enviar fotos e currículo. A exibição dos filmes não é remunerada. Extratos dos filmes poderão ser usados para divulgação do evento. Os filmes concorrem ao TROFÉU ANIMATIBA, Júri Popular e Júri Técnico, em cada uma de suas categorias.

Os filmes serão exibidos no CINE PASSEIO.

A aceitação do convite por parte dos realizadores significa a aceitação do regulamento ANIMATIBA.

Nesta edição, além dos filmes convidados diretamente e dos selecionados via inscrição, ANIMATIBA conta com uma seleção oferecida pelo Festival ANIM!ARTE, a qual concorrerá ao Grand Prix Animatiba Anim!Arte Curitiba.

Nesta edição, ANIMATIBA conta também com uma seleção de filmes infantis e longas-metragens em animação oferecidos pelo Festival BRASIL STOP MOTION, os quais são considerados Hors Concours.

As categorias da mostra são:

LONGAS ESTRANGEIROS

LONGAS BRASILEIROS – competitiva

CURTAS NACIONAIS – competitiva

CURTAS PRATAS DA CASA (filmes paranaenses) – competitiva

CURTAS ESTRANGEIROS – competitiva

CURTAS STOP MOTION INFANTIL (hors concours)

Além da exibição de filmes, ANIMATIBA conta também com PALESTRAS, ENCONTROS, LANÇAMENTOS e uma oficina intitulada DEBATE ANIMADO.

 


O Corpo de Curadores é formado por:

denize

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DENIZE ARAUJO – Curadora Presidente  – PhD em Comp Lit, Cinema & Arts – Univ of California, Riverside,USA; Pós-Doutorado em Cinema, Univ do Algarve, Faro, Portugal; Coordenadora da Pós em Cinema-UTP e Docente do PPGCom-UTP – Pesquisa em Cinema e Audiovisual; Membro do Conselho Internacional, da Comissão de Publicação, do Comitê de Normas e Vice-Head do GT Visual Culture da IAMCR-International Association of Media and Commun. Research; Membro do Comitê Científico da SOCINE; Coordenadora do GP CIC-UTP (parceria com o CIAC-Portugal) e do GT Imagem e Imaginários Midiáticos-Compós; Diretora do Clipagem – Centro de Cultura Contemporânea; Curadora do FICBIC – Festival de Cinema da Bienal Internacional de Curitiba.

b4b1371b-80e3-486c-8bb3-7f82ded81a46

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ANA FARACHE – Coordenadora do Cinema da Fundação Joaquim Nabuco e da Cinemateca Pernambucana. É idealizadora e diretora do Festival Internacional Brasil Stop Motion, criado em 2011, e que já realizou sete edições. Jornalista, fotógrafa e Doutora em Comunicação pela Universidade Federal de Pernambuco, participou do movimento superoitista dos anos 1970, e atualmente é Membro do Conselho Consultivo do Audiovisual de Pernambuco.

foto_alexandre

 

 

 

 

 

 

 

ALEXANDRE JURUENA – Mestre em estudos contemporâneos da arte – UFF (Universidade Federal Fluminense); pós graduado em mídia educação – PUC Rio (Pontifícia Universidade Católica); graduado em design – PUC Rio (Pontifícia Universidade Católica); curso de extensão em animação – PUC Rio (Pontifícia Universidade Católica);  Professor e mentor da Oficina de animação da escola parque (ensino médio, ensino fundamental) / desde 2006 (filmes produzidos na oficina de animação da Escola Parque foram premiados e selecionados em mais de 100 festivais nacionais e internacionais); diretor e animador do curta metragem “Sai da Lama, Jacaré!”: premiado no Festival Internacional Brasil Stop Motion 2018 (Melhor animação stop motion brasileira) e selecionado em festivais de 10 países; animador convidado para ministrar Master Class sobre o ensino de animação stop motion: VGIK, a mais antiga universidade de cinema do mundo. (Moscou – 2016);  júri internacional do Four Rivers Film Festival (Karlovac / Croácia – 2015); idealizador e diretor do Festival Anim!Arte.

 

ag_2017b

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ARNALDO GALVÃO – Arnaldo Galvão é autor de obras de animação que foram exibidas nos principais festivais: Anima Mundi, Annecy, Roterdã, Ottawa, Hiroshima e Cinanima. Nasceu em Recife e mudou para São Paulo em meados dos anos setenta quando começa a desenhar para jornais e revistas. Começou a carreira em 1980 no mercado publicitário e em 1985 entra na produtora Mauricio de Sousa onde atuou nos longas dos Trapalhões e Turma da Mônica.  Em 1989 fez parte do Rá-Tim-Bum, da TV Cultura, na equipe de criação, roteiro e animação. E depois no Glub-Glub e Castelo Rá-Tim-Bum. Foi um dos fundadores da ABCA – Associação Brasileira de Cinema de Animação e Diretor da primeira gestão. Promoveu mostras de animação brasileira em Annecy e Ottawa onde também foi membro do júri. Em 2014 realizou o documentário de longa metragem O Cinema Animado sobre a história da animação brasileira. Produziu as series de animação: As Aventuras de Fujiwara Manchester e Godofredo, exibidas na TV Cultura e TV Brasil. Coordenou o livro Animação Brasileira: 100 Filmes Essenciais e fez curadoria da exposição brasileira no Festival de Annecy quando o Brasil foi o país homenageado em 2018. Faz parte da diretoria do SIAESP e da ABRANIMA. Está produzindo os longas metragens MUNDO PROIBIDO e FABULOSOS JOÃO E MARIA.

 

paulo_munhoz_visa

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PAULO MUNHOZ – Produtor, Diretor, Roteirista e Animador, fundador da Tecnokena e idealizador da Mostra ANIMATIBA. Tem diversas obras com seleções e prêmios nacionais e internacionais, entre as quais se destacam: BRICHOS A FLORESTA É NOSSA – ganhador do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro de 2013 na categoria Animação; BRICHOS – o primeiro longa-metragem animado paranaense; BELOWARS – considerado um dos 100 melhores filmes brasileiros de animação; o curta PAX – ganhador de 2 prêmios Anima Mundi; a SÉRIE DE TV BRICHOS – veiculada pela Nickelodeon para 19 países. Doutor em Comunicação e Linguagens pela UTP; Mestre em Tecnologia pelo PPGTE-UTFPR; Especialista em Computação pela PUC PR; Engenheiro Mecânico pela UFPR. Foi membro fundador e diretor da ABCA – Associação Brasileira de Cinema de Animação; foi fundador e primeiro presidente da AVEC – Associação de Vídeo e Cinema do Paraná; Foi presidente do SIAPAR – Sindicato da Indústria Audiovisual do Paraná; foi vice-presidente da FIEP – Federação das Indústrias do Paraná e conselheiro fiscal do SEBRAE/PR. Foi membro do conselho superior da BRAVI. É membro fundador e atual Diretor da ABRANIMA – Associação Brasileira das Empresas de Animação.

assinatura_web